Albon elogia Williams, mas admite estudar propostas para "vencer corridas" em 2025

Alexander Albon não descarta renovar com a Williams e gosta bastante de sua equipe atual, mas admite seguir atrasando a assinatura de um novo contrato para estudar o mercado. O tailandês quer vencer corridas e sabe que a melhor fase da carreira pode passar rapidamente

Alexander Albon é um dos nomes mais quentes do mercado da F1 atualmente. Com contrato até o fim da temporada 2024, o tailandês já teve seu nome falado pela imprensa italiana até na Ferrari semanas atrás, mas a realidade é que Albon ainda veste as cores da Williams. E o próprio piloto não tem ideia do que vai fazer em 2025: gosta de estar no time de Grove, mas quer brigar por vitórias o mais breve possível.

Albon, então, planeja seguir arrastando as conversas pela renovação de contrato para 2025, analisando o que o mercado tem para oferecer. É que, ao mesmo tempo em que gosta de estar no processo de reconstrução da Williams, quer aproveitar a melhor fase da vida no esporte brigando mais na frente do grid.

Relacionadas

"Tenho a confiança em mim para seguir aberto a opções. É uma mistura de fatores: sendo totalmente honesto, gosto de ver o time crescendo e quero ser parte do crescimento. É ótimo ver nossa evolução, o que estamos fazendo também fora das pistas é ótimo. Estou totalmente comprometido com o time até o fim do meu contrato. Por outro lado, tenho 27 anos, não sou mais novo, mas também não sou velho, sinto que estou na fase boa da carreira, mas logo terei 28, 29 e aí 30…", disse.

Alexander Albon é um dos melhores pilotos da F1 2023 (Foto: Williams)

Para Albon, a questão é entender qual o real teto da Williams. Para o tailandês, é inegável que o time irá melhorar nos próximos anos, mas quanto? Alex aponta para uma deficiência do carro em trechos de baixa velocidade e que dura muitas temporadas.

"Quero ter a chance de brigar por vitórias e por pódios. E aí vem aquela questão: conseguiremos transformar a nossa equipe nesse time? Acho que estamos em boa fase, atingindo bons resultados, temos potencial para mais se resolvermos alguns problemas. Mas também sofremos em curvas e isso vem de cinco, seis anos já. Temos de melhorar, sabemos o que temos de fazer, mas talvez a gente não consiga. De qualquer jeito, acredito que vamos avançar enquanto equipe", completou.

Albon atualmente é a Williams toda na F1 2023. O tailandês vem na 13ª colocação com 21 pontos, ou seja, todos os conquistados pela equipe de Grove no Mundial. A Williams aparece em sétimo no Mundial de Construtores.

Fórmula 1 dá sequência à temporada 2023 já nesta semana, entre os dias 22 e 24 de setembro, com o GP do Japão, em Suzuka.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!