5 coisas que aprendemos no sábado do GP da Holanda de Fórmula 1 2023

Max Verstappen achou mais uma daquelas voltas mágicas para cravar uma pole dominante na corrida de casa, na Holanda. Lando Norris colocou a McLaren na primeira fila e Lewis Hamilton e a Ferrari sofreram

Max Verstappen enfiou mais de 0s5 em cima de todo mundo em uma última volta mágica para garantir a pole na corrida de casa, o GP da Holanda. Neste domingo (26), o bicampeão achou o giro ideal justamente quando importava e acabou com o sonho de Lando Norris, que ao menos se garantiu em segundo.

George Russell renasceu com a Mercedes e se colocou em terceiro, jogando a pressão no colo de Lewis Hamilton, que não chegou nem ao Q3. Alex Albon brilhou para garantir segunda fila, enquanto Logan Sargeant finalmente sai de dentro do top-10, mas cravou o carro no muro na definição da pole.

Relacionadas

Fernando Alonso, Carlos Sainz, Sergio Pérez e Oscar Piastri formam as duas filas seguintes, com Charles Leclerc, mais um a bater durante o Q3, saindo do nono lugar.

Diante deste cenário, o GRANDE PRÊMIO aponta cinco coisas que aprendemos no sábado da 13ª etapa da temporada da F1 2023, na Holanda:

Max Verstappen cravou a pole em cima de Lando Norris e George Russell na Holanda (Foto: AFP)

Só mesmo uma hecatombe tira a vitória de Verstappen

O cara até cozinhou a classificação, deu sinais de que poderia ser superado, mas aí, quando o negócio estava valendo mesmo, atropelou. Mas atropelou com requintes de crueldade, enfiou mais de 0s5 em todo mundo, um passeio. É muitíssimo favorito a vencer em casa, como em praticamente todas as corridas da F1 2023.

McLaren? Segunda força na Holanda, repetimos!

Não tem jeito, o mar laranja até pode ser para Verstappen, mas a McLaren está se sentindo em casa de novo. O carro depois das últimas atualizações ficou realmente ótimo, é a segunda força atual do grid. Nota negativa foi a participação de Piastri até aqui, com acidente na sexta-feira e um sábado tímido toda vida.

Russell reage e joga pressão para Hamilton

A própria Mercedes sabe que, desde que mudou o conceito do W14, Russell tem sofrido na adaptação. Mas, hoje, George deu show na Holanda, se garantindo em terceiro no grid e passando toda pressão para Hamilton, que não foi nem ao Q3. É prova fundamental para o jovem retomar confiança no duelo interno.

Alexander Albon larga na segunda fila em Zandvoort (Foto: Williams)

Williams e Albon dão show e sonham atropelar 'F1 B'

A Williams foi para as férias liderando a 'F1 C', mas, ao menos nos Países Baixos, parece disposta a brigar até com a galera da parte baixa da 'F1 A'. Com Aston Martin e Ferrari abaixo e até a Mercedes estranha, os britânicos podem aprontar pelas mãos do talentosíssimo Albon. Alpine? Quem?

Ferrari, fiasquenta, parece querer só cumprir tabela em 2023

Não há mais palavras para descrever a Ferrari. Fato é que o time largou de mão a temporada 2023 e isso está evidente. Sainz quase nem foi ao Q3, Leclerc passou a sessão toda querendo se manter na pista, quase caiu no Q1 e ainda bateu no fim. Os italianos não querem mais brigar com ninguém, simplesmente.

GRANDE PRÊMIO acompanha AO VIVO e EM TEMPO REAL todas as atividades do GP da Holanda, em Zandvoort, 13ª etapa da temporada 2023. No sábado e no domingo, classificação e corrida também contam com transmissão em SEGUNDA TELA, NA GPTV, EM PARCERIA COM A VOZ DO ESPORTE. No domingo, a largada está marcada para as 10h (de Brasília, GMT-3).

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!