FIA prepara inspeção técnica extra com Ferrari antes de oficializar vitória em Le Mans

Carro #51 da Ferrari, vencedor de hipercarros nas 24 Horas de Le Mans, teve peças confiscadas e passará por inspeção técnica extra. Outros quatro bólidos também passarão por análise adicional, entre eles o vencedor da classe LMP2. Punições podem ser aplicadas caso sejam constatadas irregularidades

Os resultados finais das 24 Horas de Le Mans, tradicional prova de endurance que foi finalizada no último domingo (11), ainda podem ser alterados. A FIA (Federação Internacional de Automobilismo) realizou vistorias nos carros após a etapa e confiscou peças de cinco carros, entre eles o #51 da Ferrari, que venceu a classe de hipercarros, e o #34 da Inter Europol, que levou a prova da LMP2. Caso alguma irregularidade seja constatada, os respectivos participantes poderão ser punidos.

O #34, guiado pelo trio formado por Albert Costa, Fabio Scherer e Jakub Smiechowski, foi o único bólido do LMP2 com peças confiscadas após minuciosa avaliação da FIA. De acordo com jornalistas que passaram pelo paddock do circuito francês, o carro estava completamente desmontado. Nenhum da classe GTE Am passará por análises adicionais.

Relacionadas

Por sua vez, entre os hipercarros, além da Ferrari #51, conduzida por James Calado, Antonio Giovinazzi e Alessandro Pier Guidi, outros três carros também tiveram peças confiscadas: o #8 da Toyota, que terminou em segundo; o #2 da Ganassi, o terceiro; o #93 da Peugeot, o oitavo; e o #5 da Porsche Penske, o nono na classe e 16º no geral.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Caso alguma irregularidade seja constatada no #51 da Ferrari, vitória nas 24 Horas de Le Mans pode ser colocada em risco (Foto: AFP)

Em entrevista ao site Sportscar365.com, um porta-voz da FIA comentou sobre as inspeções: "Como parte do processo de inspeção técnica, peças de vários carros foram, de fato, coletadas e seladas para verificações adicionais de conformidade com os regulamentos técnicos nas condições mais ideais e usando as melhores ferramentas disponíveis."

"Como parte do processo, os resultados das investigações serão apresentados aos comissários no relatório final preparado pelos Delegados Técnicos da FIA e do ACO [Automobile Club l'Ouest]. A equidade esportiva e a conformidade técnica estão no centro das atenções da FIA e da ACO como órgãos reguladores do WEC", completou.

Até o momento, nenhuma das equipes envolvidas nas inspeções se manifestou. Novas informações podem ser divulgadas nos próximos dias. A avaliação adicional de peças não traduz em maior tendência à punição, já que é relativamente frequente. Entretanto, se constatada alguma irregularidade, a penalização se torna bastante provável.

Em 2019, o trio composto pelo brasileiro Felipe Fraga, Ben Keating e Jeroen Bleekemolen foi punido após a investigação da FIA concluir que o Ford GT #85 não cumpriu o tempo mínimo de reabastecimento. Com isso, a vitória na classe GTE Am foi perdida para o Porsche #56 de Jorg Bergmeister, Egidio Perfetti e Patrick Lindsey.