Marc VDS diz que curto em carregador causou incêndio em box da Moto2 no Japão

A equipe de Marc van der Straten explicou que uma goteira de água de chuva resultou em um curto circuito em um carregador dentro dos boxes da equipe, resultando nas faíscas que iniciaram o incêndio. Marc VDS agradeceu a ajuda do paddock na reconstrução, em especial a Suzuki

A Marc VDS apontou um curto circuito em um carregador como a causa do incêndio nos boxes da equipe nesta quinta-feira (22) em Motegi. Apesar do contratempo, a equipe de Augusto Fernández e Tony Arbolino já conseguiu reconstruir a estrutura e está pronta para o GP do Japão de Moto2.

No final da tarde desta quinta-feira (22) — início da manhã no Brasil —, um incêndio atingiu a garagem da Marc VDS, localizada entre os boxes da Aprilia e a Suzuki. Rapidamente, os bombeiros do circuito conseguiram controlar as chamas e ninguém se feriu. As motos não foram danificadas pelas chamas.

CLASSIFICAÇÃO DA MOTOGP
⇝ Quartararo queima gordura com queda e vê rivais mais perto na MotoGP

Incêndio nos boxes da Marc VDS, em Motegi (Foto: Reprodução/Twitter @BorjaGonzslesG)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Em um comunicado divulgado nas redes sociais, a Marc VDS explicou que as chamas começaram por conta de uma infiltração de água de chuva, que acabou por causar um curto circuito em um carregador. As faíscas geradas pelo curto resultaram no incêndio, que foi rapidamente debelado pela equipe do paddock.

“Depois de extinguir o fogo na garagem, uma investigação adequada mostrou que o fogo começou depois que alguma água de chuva entrou na garagem, caiu no chão, onde causou um curto no carregador. Isso gerou faíscas, que rapidamente se tornaram um incêndio”, disse a Marc VDS. “Felizmente, graças ao trabalho incrível feito por todo o pessoal do paddock que estava lá, a segurança do circuito e os bombeiros do circuito, os danos foram mínimos”, seguiu.

A equipe de Marc van der Straten agradeceu a todos que ajudaram a apagar as chamas e dedicou um agradecimento especial aos integrantes da Suzuki, que ajudaram na reconstrução dos boxes para que a equipe de Fernández e Arbolino pudesse estar na pista na sexta-feira.

“A Elf Marc VDS quer publicamente agradecer o trabalho e a enorme ajuda de todos os nossos colegas do paddock, com menção especial à equipe Suzuki, que trabalho conosco na limpeza e na reconstrução da garagem como se fosse a deles”, declarou. “Com todos nossos integrantes a salvo e o box reconstruído, estamos prontos para começar o GP do Japão amanhã”, completou.

Pelo Twitter, Guille Carrillo, mecânico de Arbolino, contou que foram os integrantes de Suzuki e Aprilia que arrombaram os boxes e salvaram as motos.

“Um enorme obrigado aos membros da Suzuki e da Aprilia, que forçaram a porta para abri-la, apagaram o fogo e removeram as motos da garagem em chamas. Heróis”, elogiou Carrillo. “Mas eles não se deram por satisfeitos: ficaram conosco para a limpeza e para montar o box outra vez”, seguiu.

“Sem esquecer de quem nos chamou, e outras pessoas envolvidas em ajudar, como Eric e Pol, do sistema de câmeras on-board da Dorna, Albert Talamino, na LCR, e aqueles que ligaram e se ofereceram para vir ajudar, como [o pessoal da] HRC, Fran da Pramac, Andrea da KTM, Sandra da Gresini, Laura da Red Bull KTM Ajo”, completou.

O primeiro treino livre para o GP do Japão de Moto2, em Motegi, está marcado para esta sexta-feira, as 2h10 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

LEIA TAMBÉM
Ducati bate martelo e especifica distribuição dos modelos para temporada 2023
# Biaggi se diz envergonhado por ato de mecânicos em Aragão: “Impossível defender”
# MotoGP encaminha acordo para entrada da Índia no calendário “em futuro próximo”
# Impacto da moto no peito de Quartararo causou estouro no zíper de traje, diz fabricante
# Incêndio em box da Moto2 no Japão destrói equipamentos da Marc VDS

O post Marc VDS diz que curto em carregador causou incêndio em box da Moto2 no Japão apareceu primeiro em Grande Prêmio.