Miller puxa 1-2 da Ducati com Bagnaia em treino 1 ampliado no Japão. Quartararo é 3º

Com 1min44s509, australiano colocou a casa de Bolonha no topo da tabela desta sexta-feira (23) em Motegi. 0s028 mais lento, Francesco Bagnaia ficou em segundo no treino de 75 minutos, diante de Fabio Quartararo

A Ducati começou os trabalhos do GP do Japão com uma dobradinha liderada por Jack Miller no primeiro treino livre da MotoGP desta sexta-feira (23). O australiano fechou a atividade estendida por 0s028 de vantagem para Francesco Bagnaia.

A sexta-feira em Motegi contou com uma programação diferente da habitual. Temendo atrasos na logística por conta da proximidade entre os GPs de Aragão e do Japão por conta dos efeitos da guerra entre Rússia e Ucrânia nos voos de carga, a MotoGP optou ainda em junho por modificar a formato do fim de semana e cancelar os treinos da manhã de sexta-feira, ampliando a durante da atividade vespertina. Assim, ao invés de um primeiro treino de 45 minutos, os pilotos ficaram na pista por 1h15min.

📺 Onde assistir ao vivo GP do Japão de MotoGP

Jack Miller foi o mais rápido no primeiro treino no Japão (Foto: Divulgação/MotoGP)

O único treino de hoje teve uma sucessão de pilotos na liderança, mas Miller assegurou o melhor tempo ao registrar 1min44s509 na melhor de 28 voltas. Pecco também aproveitou os instantes finais para assegurar o registro mais rápido.

Líder do campeonato, Fabio Quartararo virou só 0s049 mais lento que o australiano e ficou com o terceiro tempo, diante de Aleix Espargaró, que foi 0s068 mais lento que o ponteiro.

Luca Marini fechou na quinta colocação, diante de Marc Márquez. Pol Espargaró surge na sequência, escoltado por Brad Binder e Miguel Oliveira. Maverick Viñales fecha um top-10 coberto por só 0s288.

O segundo treino livre para o GP do Japão de MotoGP, em Motegi, está marcado para esta sexta-feira, as 22h50 (de Brasília). O GRANDE PRÊMIO acompanha todas as atividades do Mundial de Motovelocidade 2022.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Saiba como foi o primeiro treino da MotoGP em Motegi:

A primeira atividade da MotoGP no Japão começou embaixo de um céu nublado. Na tarde desta sexta-feira, os termômetros mediam 25°C, com o asfalto chegando a 27°C. A umidade relativa do ar era de 79%, com o vento soprando a 8 km/h.

TL1 em Motegi começou com ameaça de chuva (Vídeo: MotoGP)

Correndo com um capacete em tributo ao Japão, Marc Márquez logo se colocou no topo da tabela em Motegi, mas rapidamente foi superado por um Fabio Quartararo 0s227 melhor.

Na sequência, Jack Miller virou 1min46s291 e tomou o comando, diante de Johann Zarco. Márquez, então, superou o australiano por 0s078 para voltar à primeira posição, mas, de novo, foi superado por Quartararo, que foi 0s141 melhor.

Miller repetiu o que tinha feito antes e, com 1min45s903, voltou a ditar o ritmo, agora abrindo 0s169 de vantagem para Quartararo. Marc ficou em terceiro, diante de Álex Rins, Zarco, Enea Bastianini, Cal Crutchlow, Maverick Viñales, Jorge Martín e Marco Bezzecchi. Francesco Bagnaia era apenas o 20º, 1s844 atrás do líder.

Jack Miller comandou o início do primeiro treino no Japão (Vídeo: MotoGP)

Antes de se dirigir aos boxes da Suzuki, Rins virou 0s152 mais lento que Miller e assumiu o segundo posto, mas logo foi superado por Quartararo, que foi 0s049 melhor. Quem também conseguiu ser mais veloz foi Franco Morbidelli, que pulou para a quarta colocação, só 0s261 atrás do ponteiro.

Bagnaia anotou 1min46s316 na sétima volta nesta tarde e subiu para sexto, diante de Oliveira, Zarco e Bastianini. Piloto de testes da Yamaha, Crutchlow aproveitou o teste que fez em Motegi há poucas semanas para rapidamente se colocar top-10, 0s908 atrás do líder.

Franco Morbidelli se colocou entre os mais rápidos no início do TL1 no Japão (Vídeo: MotoGP)

No décimo giro nesta tarde, Quartararo cravou 1min45s807 e tomou a ponta de Miller por 0s096. Na sequência, o francês, que tem o peito cheio de abrasões do acidente de Aragão, seguiu para os boxes da Yamaha para trabalhar na moto.

Mais atrás, Raúl Fernández também conseguiu ser melhor. Com 1min46s771, o espanhol subiu para a 12ª colocação, 0s964 atrás do líder. O piloto da Tech3 vinha à frente de Jorge Martín, Bezzecchi e Aleix Espargaró, que fazia um início de treino bem discreto.

Usando um pneu duro na dianteira e um médio atrás, Johann Zarco pulou para o quarto posto, com 1min46s158, 0s351 mais lento que o líder. Mais atrás, Aleix avançou para 13º, a 0s918 de Quartararo.

Faltando ainda 45 minutos para o fim do treino, os fiscais começaram a exibir bandeiras de chuva, alertando para a mudança nas condições de pista em Motegi. Quartararo lidera, com Miller, Rins, Zarco, Morbidelli, Marc Márquez, Bagnaia, Oliveira, Aleix Espargaró e Crutchlow formando o top-10.

Marc Márquez precisou domar a Honda ainda no TL1 em Motegi (Vídeo: MotoGP)

Alguns minutos mais tarde, Bagnaia foi a 1min45s952 e saltou para terceiro, só 0s145 mais lento do que Quartararo. Logo em seguida, porém, Pecco caiu para quarto, já que Álex Rins avançou para a ponta com 1min45s738, 0s069 melhor que Quartararo.

Usando um pneu macio na traseira assim como o piloto da Suzuki, Zarco veio em sequência e, com 1min45s309, assumiu o comando do treino, 0s429 melhor que o espanhol. Mais atrás, Luca Marini tomou a oitava colocação, com 1min46s220.

Rins conseguiu melhorara para 1min45s309, mas apenas para reduzir para 0s331 o atraso em relação a Zarco. Em seguida Aleix, com um duro na frente e um macio atrás, cravou 1min45s223 e tomou a liderança, 0s086 melhor do que Johann. Quartararo era o quarto, com Martín fechando o top-5.

Enea Bastianini é um dos muitos pilotos do grid que nunca correu em Motegi na MotoGP (Vídeo: MotoGP)

Zarco respondeu logo de cara ao avanço de Aleix e retomou o comando da sessão ao virar 0s013 mais rápido que o catalão. Maverick Viñales também melhorou e agora era o sexto, 0s685 mais lento que o líder.

Quem também conseguiu ser mais rápido foi Morbidelli. O ítalo-brasileiro cravou 1min45s745 e subiu para a quinta colocação, 0s535 atrás de Zarco e 0s062 mais rápido do que Quartararo, que desceu para sexto. O piloto da Yamaha engatou outro bom giro na sequência e, apesar de não ter mudado a posição, reduziu para 0s456 o atraso em relação ao líder.

Com 1min45s332, Quartararo saltou para o terceiro posto, 0s122 mais lento que Zarco. Em seguida, Morbidelli melhorou para sexto, 0s441 distante do líder.

Fabio manteve o ritmo forte e foi a 1min45s029 para roubar a liderança de Zarco por 0s181. Aleix era o terceiro, com Rins, Bastianini, Viñales, Morbidelli, Bagnaia, Martín e Miller compondo o top-10.

Com 1min44s978, Bastianini passou Quartararo por 0s051 e assumiu o comando do TL1 em Motegi. Oliveira também apertou o passo e subiu para a terceira colocação, 0s215 distante do ponteiro.

Marc Márquez, então, foi a 1min45s195 e ocupou a quarta colocação, seguido por Zarco, Aleix, Cal Crutchlow, Takaaki Nakagami, Álex Rins e Francesco Bagnaia.

Estreando asas traseiras na GSX-RR, Álex Rins foi a 1min44s961 e tomou a ponta de Bastianini por só 0s017 ao calçar um par de pneus macios. Álex engatou outra volta rápida na sequência, chegando a 1min44s913.

A Suzuki também estreou asas traseiras na GSX-RR em Motegi (Foto: Reprodução)

Já nos minutos finais da sessão, Morbidelli conseguiu uma nova melhora. Com 1min45s065, Franco subiu para a sexta colocação, 0s405 atrás do líder, que, aliás, era Miller, que tinha acabado de tomar a liderança de Rins por 0s253.

Jack, então, fez mais uma volta rápida, chegando a 1min44s509 para ampliar para 0s404 a margem em relação a Rins. Depois de ficar preso pela luva na câmera on-board da RC213V, Marc Márquez voltou à pista para registrar 1min44s656 e tomar o segundo posto, 0s147 atrás de Miller.

Passada a marca de três minutos para o fim, Bagnaia foi a 1min44s537 e formou uma dobradinha com Miller, só 0s028 mais lento que o companheiro de Ducati. Quartararo avançou para terceiro.

Bastianini não teve a mesma alegria e caiu na curva 5, mas escapou de lesões maiores. O piloto da Gresini tinha a nona colocação.

Pol Espargaró subiu na grelha e agora aparecia em quinto, 0s169 atrás do líder. Takaaki Nakagami também melhorou e tomou o nono posto.

Nos segundos finais do TL1, Aleix avançou para a quara colocação, 0s068 atrás de Miller. Luca Marini também foi mais rápido, ocupando o quinto posto. Brad Binder se colocou em oitavo.

MotoGP 2022, GP do Japão, Motegi, Treino livre 1:

1 J MILLER Ducati 1:44.509  
2 F BAGNAIA Ducati 1:44.537 +0.028
3 F QUARTARARO Yamaha 1:44.558 +0.049
4 A ESPARGARÓ Aprilia 1:44.577 +0.068
5 L MARINI VR46 1:44.645 +0.136
6 M MÁRQUEZ Honda 1:44.656 +0.147
7 P ESPARGARÓ Honda 1:44.678 +0.169
8 B BINDER KTM 1:44.735 +0.226
9 M OLIVEIRA KTM 1:44.743 +0.234
10 M VIÑALES Aprilia 1:44.797 +0.288
11 J ZARCO Pramac Ducati 1:44.798 +0.289
12 T NAKAGAMI LCR Honda 1:44.886 +0.377
13 Á RINS Suzuki 1:44.913 +0.404
14 E BASTIANINI Gresini Ducati 1:44.978 +0.469
15 J MARTÍN Pramac Ducati 1:45.009 +0.500
16 F MORBIDELLI Yamaha 1:45.065 +0.556
17 C CRUTCHLOW RNF YAMAHA 1:45.187 +0.678
18 D BINDER RNF YAMAHA 1:45.366 +0.857
19 M BEZZECCHI VR46 1:45.426 +0.917
20 A MÁRQUEZ LCR Honda 1:45.600 +1.091
21 R FERNÁNDEZ Tech3 KTM 1:45.739 +1.230
22 T NAGASHIMA Honda 1:45.845 +1.336
23 R GARDNER Tech3 KTM 1:45.991 +1.482
24 F DI GIANNANTONIO Gresini Ducati 1:46.365 +1.856
25 T TSUDA Suzuki 1:46.718 +2.209

LEIA TAMBÉM
Ducati bate martelo e especifica distribuição dos modelos para temporada 2023
# Biaggi se diz envergonhado por ato de mecânicos em Aragão: “Impossível defender”
# MotoGP encaminha acordo para entrada da Índia no calendário “em futuro próximo”
# Impacto da moto no peito de Quartararo causou estouro no zíper de traje, diz fabricante
# Incêndio em box da Moto2 no Japão destrói equipamentos da Marc VDS
# Bagnaia rejeita ajuda e diz que prefere “vencer na pista”: “Não porque me deixaram passar”
# Marc VDS diz que curto em carregador causou incêndio em box da Moto2 no Japão
# Marc Márquez exalta cultura e lembra bombeiros antigos em capacete para Japão

O post Miller puxa 1-2 da Ducati com Bagnaia em treino 1 ampliado no Japão. Quartararo é 3º apareceu primeiro em Grande Prêmio.