Kyle Busch ressalta desejo de participar da Indy 500 2023 e atrai interesse da McLaren

Após trocar de equipe na Nascar, Kyle Busch deixou claro que quer competir nas 500 Milhas de Indianápolis e Sam Schmidt, um dos donos da McLaren na Indy, disse ter interesse em contar com o bicampeão

O americano Kyle Busch vai deixar a Joe Gibbs e a Toyota e vai correr pela Richard Childress e a Chevrolet na temporada de 2023 da Nascar, uma mudança que também pode afetar a Indy. Isso porque Busch deixou bem claro nas negociações que gostaria de poder correr as 500 Milhas de Indianápolis e fazer a dobradinha com as 600 Milhas de Charlotte.

Com o novo vínculo envolvendo a Chevrolet, o piloto de 37 anos está a espera de uma ligação de alguma equipe da Indy para participar da corrida no Brickyard na próxima temporada. “Eu fiz questão que isso fosse incluído no negócio. De todas as formas, qualquer time da Indy que seja da Chevrolet, me ligue!”, afirmou Kyle.

Busch tem demonstrado interesse em participar das 500 Milhas de Indianápolis desde 2014, quando seu irmão, Kurt, correu a prova com a Andretti e terminou em uma impressionante sexta colocação. Mas, como piloto da Joe Gibbs, o americano nunca conseguiu ter essa oportunidade.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Pato O’Ward terminou Indy 500 na segunda colocação (Foto: IndyCar)

LEIA MAIS: Kyle Busch e Harvick ficam pelo caminho no primeiro corte dos playoffs da Nascar

As equipes que correm com motor Chevrolet na Indy e poderiam ligar para Kyle são a Penske, McLaren, Carpenter, Foyt e Juncos Hollinger. Uma delas, inclusive, já demonstrou interesse em contar com o veterano de 37 anos para a Indy 500.

“Eu adoraria encontrar uma forma de colocá-lo no meu time. Você tem o número dele?”, brincou Sam Schmidt, um dos donos da McLaren na Indy. “Nós vimos o bom desempenho do irmão dele e acho que seria fantástico para a Indy e para o esporte. Nós tão temos alguém fazendo a dobradinha há algum tempo”, disse Schmidt.

Caso Busch de fato consiga uma oportunidade com a McLaren, ele teria um bom carro em suas mãos, capaz de brigar pela vitória. Na Indy 500 em 2022, a equipe teve dois carros entre os cinco primeiros, com o mexicano Pato O’Ward em segundo e o sueco Felix Rosenqvist em sexto. O time britânico terá um terceiro carro confirmado na próxima temporada com o americano Alexander Rossi, mas pode ter um quarto bólido apenas para as 500 Milhas de Indianápolis.

O post Kyle Busch ressalta desejo de participar da Indy 500 2023 e atrai interesse da McLaren apareceu primeiro em Grande Prêmio.