Johnson sonha com Le Mans e faz mistério sobre Indy 2023: “Quero explorar opções”

Jimmie Johnson afirmou que sua principal patrocinadora seguirá ao seu lado no próximo ano, mas não confirmou que estará na Indy para uma terceira temporada em 2023

Jimmie Johnson completou no último fim de semana sua primeira temporada completa na Indy com um 16º lugar no GP de Laguna Seca. O heptacampeão da Nascar disse estar com o “coração cheio” após uma temporada de grandes experiências, ainda que tenha lamentado a falta de desempenho em algumas pistas da categoria.

“Foi um ano incrível com tantas experiências incríveis, estar nas 500 Milhas de Indianápolis e fazer uma temporada completa, mais um ano com essa grande equipe, mais um ano com meus grandes parceiros para fazer tudo isso acontecer. Então, meu coração está cheio. Estou feliz com a experiência. Gostaria de ter um pouco mais de ritmo em algumas circunstâncias em algumas pistas. Mas isso faz parte da jornada em que estou e tem sido realmente divertida”, disse Johnson ao site americano Autoweek.

Jimmie terminou 2022 na 21ª colocação na Indy, tendo um quinto lugar no oval curto do GP de Iowa 2 como melhor resultado. Seu único outro top-10 também veio em um oval, com uma sexta colocação no Texas. O 16º lugar no último domingo em Laguna Seca foi seu segundo melhor resultado em um circuito misto, e o americano destacou que esta talvez tenha sido sua prova mais competitiva em um traçado deste tipo.

Jimmie Johnson terminou o GP de Laguna Seca em 16º (Foto: IndyCar)

“Eu amo esta pista. Estou muito feliz por terminar em alta. Essa foi provavelmente a corrida em que eu fui mais competitivo em um circuito misto, ultrapassando carros e batalhando duro. Tivemos alguns problemas no início da corrida, e tive que recuar 10 ou 15 segundos após um contato com o carro #4, e depois me recuperar e terminar em 16º. Foi realmente um ótimo dia e uma ótima maneira de terminar a temporada”, celebou o piloto da Ganassi.

O futuro de Johnson na Ganassi, contudo, é incerto. Em uma reviravolta, a equipe divulgou nesta quarta-feira que o espanhol Álex Palou seguirá no time para 2023, enquanto Scott Dixon e Marcus Ericsson também estão confirmados. Prestes a completar 47 anos, o veterano revelou que tem garantia de seus patrocinadores, a Carvana, mas que ainda está pensando em suas opções.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Jimmie Johnson quer participar das 24 Horas de Le Mans em 2023 (Foto: IndyCar)

“Eu gostaria de ter mais para compartilhar, mas não tenho. Eu tive essa notícia entre setembro a dezembro do ano passado. Minha rotina típica, especialmente na Indy, é que a temporada termina e eu tiro um tempo para descobrir o que realmente quero fazer e explorar as opções que tenho à minha frente e depois tomar uma decisão”, explicou Jimmie.

“Me sinto muito bem por ter essa notícia (o apoio da Carvana para 2023), o que eu ofereço, o que meu histórico oferece, sobre o que é a categoria e que eles estão dispostos a apoiar uma temporada completa da Indy, se eu escolher fazer isso. Agora é hora de ir para casa, realmente olhar para dentro de mim, descobrir quais são minhas opções e tomar uma decisão”, afirmou o piloto do carro #48.

Além da Indy, Johnson também tem participado de corridas do IMSA em 2022. O heptacampeão também tem interesse em se envolver no projeto da Nascar de correr as 24 Horas de Le Mans no ano que vem. “Só estou dando um tempo. Eu não sei quais são meus planos no IMSA. Não sei quais são meus planos na Indy. Eu quero ir para Le Mans”, concluiu.

O post Johnson sonha com Le Mans e faz mistério sobre Indy 2023: “Quero explorar opções” apareceu primeiro em Grande Prêmio.