Susie Wolff deixa chefia da Venturi após três temporadas na Fórmula E: “Foi uma honra”

A britânica Susie Wolff vai deixar o cargo de diretora-executiva da Venturi na Fórmula E. A equipe passará a ter uma parceria com a Maseratti para a próxima temporada

ROSENQVIST SE REBELA E PODE LARGAR MCLAREN POR VAGA NA INDY 2023

Susie Wolff anunciou nesta terça-feira (16) que está de saída da Venturi, equipe da qual fazia parte desde 2018. A britânica foi contratada para ser chefe da equipe como parte de um projeto para alavancar o time na Fórmula E e ocupava o cargo de diretora-executiva desde o final de 2021, com o ex-piloto Jerome D’Ambrosio alçado ao posto de chefe de equipe.

Como diretora-executiva, Wolff coordenou a Venturi em sua temporada de maior sucesso na história, terminando em segundo na classificação por equipes e terceiro na classificação de pilotos com o suíço Edoardo Mortara, companheiro do brasileiro Lucas Di Grassi. A partir da próxima temporada, a Venturi terá unidades de potências fornecidas pela italiana Maserati.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Mortara venceu a quarta corrida da temporada, mas viu Vandoorne levantar a taça (Foto: Fórmula E)

LEIA MAIS: FIA aprova novo regulamento de motores para 2026 e dá luz verde para Porsche e Audi

“À medida que a temporada de maior sucesso na história da Venturi FE chega ao fim, minha jornada pessoal com a equipe e a Fórmula E também. Saio com imenso orgulho das bases sólidas que construímos juntos, com a equipe iniciando um novo capítulo com a Maserati. Quando me juntei à Venturi, meu objetivo era construir uma equipe que não fosse apenas bem-sucedida na pista, mas que representasse um propósito maior. Uma família de corridas que celebra a diversidade e defende a inclusão”, disse Wolff em suas redes sociais.

“Enquanto essa jornada ainda continua, estou muito orgulhoso do progresso que fizemos. Mal sabia eu, há quatro anos, a escala dos desafios que enfrentaríamos como equipe. Foram esses momentos difíceis que definiram a resiliência, a fé e a confiança que construímos uns com os outros: passar das corridas no fim do grid para lutar consistentemente por vitórias e títulos. Foi uma honra ter liderado e representado um grupo de pessoas tão talentosas e motivadas”, concluiu a britânica.

Susie é ex-pilota do DTM e chegou a ser piloto de testes da Williams na Fórmula 1. Casada com o chefe da Mercedes, Toto Wolff, a britânica ainda não revelou qual será o próximo passo de sua carreira

O post Susie Wolff deixa chefia da Venturi após três temporadas na Fórmula E: “Foi uma honra” apareceu primeiro em Grande Prêmio.