Evans destaca vitórias, mas lamenta falta de regularidade após vice: “É uma pena”

Mitch Evans não conseguiu o tão sonhado título mundial da Fórmula E, mas destacou orgulho por temporada em que foi o maior vencedor — com quatro — e levou batalha até o fim

ROSENQVIST SE REBELA E PODE LARGAR MCLAREN POR VAGA NA INDY 2023

Maior vencedor da temporada da Fórmula E ao lado de Edoardo Mortara, Mitch Evans tinha uma missão praticamente impossível ao chegar à Coreia do Sul para a disputa do eP de Seul: tirar 36 pontos de desvantagem em relação ao líder do campeonato, Stoffel Vandoorne. Não foi possível alcançar o milagre, o título acabou mesmo na garagem da Mercedes, mas o sentimento do piloto da Jaguar foi de orgulho por ter feito o máximo e ter conseguido levar a decisão até o último instante.

“É uma pena, mas eu dei o meu melhor”, afirmou Evans após terminar a corrida em Seul. “Muitas coisas precisariam dar certo para que eu ganhasse o campeonato. Eu precisava vencer, e Stoffel [Vandoorne] tinha que terminar fora dos pontos — então sempre foi algo difícil de pedir. Mas eu levei até o último dia, com toda a qualidade do grid que temos na Fórmula E, e não tenho arrependimentos”, disse.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Evans levou a briga até o fim após vitória na corrida 1 de Seul, mas Vandoorne garantiu a taça no dia seguinte (Foto: Fórmula E)

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Evans teve um começo de temporada lento, com apenas um ponto nas três primeiras corridas, mas conseguiu virar o ano a partir do eP de Roma. Naquela ocasião, o companheiro de Sam Bird venceu as duas corridas e entrou pela primeira vez na cotação pelo título — terminou como vice-campeão, 33 pontos atrás do belga.

Na última etapa, Mitch até fez sua parte no sábado (13) e venceu a corrida 1, diminuindo a vantagem para 21 tentos antes da segunda prova do fim de semana. Ainda assim, a tarefa era inglória, e um erro na última volta rápida da classificação impediu qualquer chance de virada.

No entanto, Evans afirmou que a Jaguar precisa se orgulhar do trabalho que fez em 2022, com quatro vitórias conquistadas e uma pole-position — todas de Mitch, já que Bird fez uma temporada bastante apagada. No entanto, a regularidade de Vandoorne ainda falou mais alto: com apenas um triunfo, o piloto da Mercedes pontuou em 15 das 16 corridas do ano e levou a taça para casa.

“A equipe realmente deve ter orgulho de si mesma. Eu estou orgulhoso por mim também. Nós fechamos o capítulo Gen2 e a oitava temporada foi realmente boa, com quatro vitórias”, destacou o neozelandês. “Estou muito orgulhoso do que fizemos ao longo do ano, mas é uma pena que nossa consistência não tenha sido tão boa quanto Stoffel e a Mercedes”, lamentou.

O post Evans destaca vitórias, mas lamenta falta de regularidade após vice: “É uma pena” apareceu primeiro em Grande Prêmio.