Di Grassi fala em “greenwashing” e responde Vettel sobre FE : “Não sabe do que fala”

Após Sebastian Vettel colocar em cheque a importância da Fórmula E na criação de tecnologias sustentáveis, Lucas Di Grassi respondeu de forma forte e criticou a postura do tetracampeão mundial

POR QUE MAHINDRA PODE SER PONTO DE VIRADA PARA DI GRASSI NA FÓRMULA E?

Uma análise feita por Sebastian Vettel sobre a relevância da Fórmula E para a indústria automotiva pegou a categoria de surpresa, e o brasileiro Lucas Di Grassi — um dos maiores nomes da FE, com presença em todas as 100 corridas e mais de mil pontos conquistados — fez questão de responder o piloto da Aston Martin — primeiro por meio de uma de suas redes sociais, e depois em entrevista.

Tudo começou quando Vettel questionou a importância da Fórmula E para o futuro dos automóveis de rua, julgando que a tecnologia da categoria não poderia ser aplicada na indústria.

“Eu não quero ser um mascote e não quero colocar meu rosto em algo que não me convence totalmente. Eu não entendo o significado por trás [da Fórmula E]”, questionou Vettel ao jornal alemão Zeit. “A tecnologia das baterias não têm nada a ver com a tecnologia normal que um carro pode usar. Não é bom para o meio ambiente se as baterias são recarregadas não com energia renovável, mas com combustíveis fósseis”, criticou o tetracampeão.

Di Grassi, no entanto, não gostou da declaração. Em uma rede social, o brasileiro questionou o entendimento de Vettel sobre a Fórmula E e botou em perspectiva o próprio ativismo do alemão, que costuma brigar por causas relativas ao meio ambiente no paddock da F1. Lucas, por sua vez, acredita que o discurso do piloto da Aston Martin não está alinhado às suas práticas.

▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Vettel questionou importância da Fórmula E e levou resposta ácida de Di Grassi (Foto: Aston Martin)

“Dizer que a tecnologia dos carros são menos relevantes para o futuro dos automóveis… [Ou] ele não tem ideia do que fala, ou está tentando desviar o público geral de propósito”, afirmou Di Grassi em uma de suas redes sociais. “E toda aquela iniciativa verde que ele tem feito ultimamente — coletando lixo, andando de bicicleta, etc. — é um completo ‘greenwashing’, e não o que ele realmente acredita”, explicou.

“Então, se ele gosta ou não da categoria, deveria apoiá-la. Só isso”, completou.

Além das declarações por meio da mídia social, Di Grassi concedeu uma entrevista ao portal inglês The Race para abordar o assunto e seguiu criticando Vettel. O brasileiro fez questão de ressaltar que sua indignação nada tinha a ver com a carreira do alemão, mas com suas declarações sobre a relevância da Fórmula E.

“Ele é um cara interessante, um dos melhores pilotos que já existiram e venceu quatro títulos”, elogiou Di Grass. “É uma lenda, então não estou questionando sua pilotagem”, ressaltou.

“Estou questionando seu entendimento de tecnologia, porque quando ele diz que a Fórmula E não é relevante, então como a Fórmula 1 é relevante?”, perguntou. “Eu entendo essa virada que ele deu na carreira esse ano, sobre proteger abelhas, andar de bicicleta, etc. Eu realmente admiro isso. Mas então, você precisa ser fiel à sua palavra também”, adicionou.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2

Di Grassi será piloto da Mahindra na Fórmula E em 2023 (Foto: Mahindra)

Di Grassi preferiu não opinar sobre uma possível ida de Vettel à Fórmula E, já que o próprio piloto praticamente descartou a ideia e afirmou que quer deixar o automobilismo para passar mais tempo com a família. O brasileiro, dando uma leve cutucada no alemão, afirmou que o dinheiro feito por Sebastian na FE seria insignificante perto do que ele já fez na F1.

“Eu não estou discutindo sobre se ele deveria participar [da Fórmula E], não acho que seja o lugar para ele, o dinheiro que ele fará na Fórmula E é irrelevante perto do que ele fez na carreira, então por que [ele viria]?”, questionou. “Talvez a Fórmula E seja muito lenta no momento, ou muito “tanto faz” para ele, eu não sei”, prosseguiu.

Por fim, Lucas criticou Vettel mais uma vez, novamente questionando qual seria o conhecimento do piloto alemão para poder opinar sobre a tecnologia utilizada pela Fórmula E. Di Grassi apontou certa contradição no discurso, afirmando que a falta de contribuição ao setor automotivo é uma característica da própria F1, e acredita que o alemão não tenha conhecimento sobre o que disse.

“Ele faz suas próprias escolhas, eu não estou questionando sobre isso, o que estou questionando é o lado tecnológico que ele levantou — que é bastante desinformado, para dizer o mínimo”, criticou. “Ele nem criticou o campeonato em si. Ele estava dizendo que a tecnologia não se relaciona com os carros, a bateria não tem a mesma química e que o campeonato não faz sentido em existir porque não desenvolve tecnologias relevantes. Mas na verdade, é exatamente isso que a Fórmula 1 faz”, disparou.

“Então, para mim, ou se trata de uma falta de conhecimento sobre exatamente como a Fórmula E funciona, ou ele apenas não faz ideia do que está falando”, encerrou.

O post Di Grassi fala em “greenwashing” e responde Vettel sobre FE : “Não sabe do que fala” apareceu primeiro em Grande Prêmio.