Red Bull lembra faísca e diz que Hamilton “nunca reconheceu talento de Verstappen”

Chefe da Red Bull, Christian Horner lembrou a alta rivalidade entre Max Verstappen e Lewis Hamilton e apontou que o heptacampeão nunca reconheceu a habilidade do #1. Ele ainda aproveitou para comparar a relação do holandês com Charles Leclerc, em 2022

Em 2021, após 16 corridas, o campeonato estava bem diferente do atual: Max Verstappen era líder, é verdade, mas Lewis Hamilton estava apenas seis pontos atrás. Foi algo que aconteceu durante aquela temporada, tudo muito emparelhado entre os dois pilotos. É por isso que foi um ano de rivalidade quente entre Mercedes e Red Bull, dentro e fora das pistas.

Ainda que a briga dos taurinos em 2022 seja — teoricamente — contra a Ferrari, Christian Horner não esquece das Flechas de Prata. Conhecido por sempre dar seus pitacos, o chefe das marcas dos energéticos aponta que o heptacampeão mundial nunca elogiou o talento de Max. E é por isso que ele entende que as disputas com Charles Leclerc são mais “respeitosas”.

“Há uma diferença, talvez haja um respeito diferente com Charles”, disse Horner, em entrevista ao podcast Beyond the Grid. “Eles corriam um contra o outro desde que eram crianças, e havia um respeito mútuo. Nunca ouvi Lewis reconhecer a habilidade de Max”, seguiu.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Verstappen e Hamilton foram grandes rivais em 2021 (Foto: Fórmula 1)

“E, claro, havia um pouco mais de faísca e você podia sentir isso, você podia sentir isso entre esses dois pilotos”, acrescentou.

A temporada passada também ficou marcada pelos acidentes entre os dois, em Silverstone e Monza. Obviamente, o ponto alto foi o conturbado GP de Abu Dhabi, etapa na qual Verstappen conquistou seu primeiro título. Para Christian, o resultado final aconteceu também por uma grande ‘batalha mental’ e, nela, Lewis tinha tudo a perder.

“Acho que, provavelmente, Lewis sentiu mais. Como ele é heptacampeão mundial e tem tudo a perder, Max era o jovem que estava se arriscando, que estava dando tudo de si e não tinha nada a perder. Algumas de suas ultrapassagens no ano passado foram impressionantes e você sentiu que começou a abalar Lewis”, encerrou.

Já neste ano, Verstappen lidera com folgas o Mundial de Pilotos e caminha tranquilamente para seu bicampeonato. Ele soma 335 pontos, 116 pontos à frente de Leclerc. A Fórmula 1 retorna no dia 2 de outubro para sua 17ª etapa da temporada de 2022, o GP de Singapura, com cobertura completa do GRANDE PRÊMIO.

O post Red Bull lembra faísca e diz que Hamilton “nunca reconheceu talento de Verstappen” apareceu primeiro em Grande Prêmio.