Mônaco acerta novo vínculo com Fórmula 1 e permanece no calendário até 2025

Das praças mais tradicionais na história da Fórmula 1, as ruas de Monte Carlo vão seguir recebendo o GP de Mônaco por mais, pelo menos, três anos. A renovação até 2025 foi oficializada nesta terça-feira

O histórico GP de Mônaco irá permanecer no calendário da Fórmula 1 até, pelo menos, 2025. Nesta terça-feira (20), após a principal categoria de automobilismo do mundo confirmar o cronograma completo para a temporada de 2023, o chefão Stefano Domenicali anunciou que a corrida nas ruas de Monte Carlo tem, no mínimo, mais três edições garantidas.

Após meses de incertezas sobre a continuidade da tradicional prova da F1 — cujo contrato estava previsto para acabar ao fim de 2022 —, a novela enfim chegou ao seu encerramento.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

“Estou satisfeito em confirmar que nós iremos correr em Mônaco até 2025 — e estamos animados em retornarmos às ruas do Principado para o campeonato de 2023, no dia 28 de maio. Quero agradecer todos os envolvidos nesta renovação — em especial o Príncipe Albert II de Mônaco; Michel Boeri, presidente do Automobile Club de Monaco (ACM); e toda equipe. Estamos ansiosos em voltarmos e continuarmos nossa parceria juntos”, afirmou Domenicali.

“No interesse do campeonato da Fórmula 1 e após meses de negociações, estamos orgulhosos em anunciar que assinamos um contrato de três anos com a categoria – e com probabilidade de renovação”, completou Boeri.

Sergio Pérez venceu o GP de Mônaco deste ano (Foto: Loic Venance/AFP)

Detalhes do contrato entre as partes não foram revelados – mas entende-se que os novos termos acordados satisfaçam a Fórmula 1, que não hesitou em se dizer pronta para eliminar Mônaco de seu calendário em meio às negociações.

Divergências no pagamento da taxa do Principado e comando da direção de TV, como também a independência de Mônaco nos acordos comerciais e com alguns patrocinadores irritavam a cúpula da Fórmula 1. Não era só o encerramento do então contrato vigente que ameaçava a corrida.

A história do GP de Mônaco se confunde com a da Fórmula 1. A primeira edição foi disputada em 1929, bem antes da própria categoria existir. Em 1948, já pela F1, o italiano Giuseppe Farina venceu a prova de Maserati. Depois, a corrida voltou a ser realizada em 1950 e 1952, até entrar de vez no cronograma em 1955.

Desde então, apenas em 2020 o GP de Mônaco deixou de ser disputado, em virtude da pandemia de Covid-19. Para 2023, a informação de permanência no calendário veio algumas semanas atrás e foi confirmada com o cronograma completo divulgado. Agora, porém, 2024 e 2025 também estão garantidos em Monte Carlo.

O post Mônaco acerta novo vínculo com Fórmula 1 e permanece no calendário até 2025 apareceu primeiro em Grande Prêmio.