Haas deixa futuro em aberto e diz que “falta consistência” para Schumacher

O chefão da Haas, Guenther Steiner, não descartou nem garantiu a permanência de Mick Schumacher para 2023. E espera que o alemão mostre mais desempenho nas corridas restantes deste fim de temporada na F1

A Haas não descarta totalmente a saída de Mick Schumacher da equipe para 2023. Mas também não confirma sua permanência. É dessa forma que o chefão do time norte-americano, Guenther Steiner, dividiu as chances do alemão na próxima temporada.

O campeão da Fórmula 2 em 2020 vive um ano de altos e baixos. A temporada 2022 começou bastante acidentada, sobretudo em Jedá, quando destruiu o chassi da Haas na classificação para o GP saudita e ficou de fora da prova.

Ali, Steiner desafiou Schumacher publicamente a melhorar sua performance se quisesse ficar na equipe. E isso aconteceu, afinal, o filho de Michael chegou à frente do companheiro de equipe onze vezes em 16 provas até aqui. Além disso, somou doze pontos com um oitavo lugar em Silverstone e um sexto na Áustria, seu melhor resultado na carreira até aqui.

Steiner não sabe quem será o companheiro de Magnussen na Haas em 2023 (Foto: LAT Images)

E, com todo este cenário favorável para a permanência, Steiner não garante nada para o ano que vem. “Ainda estamos analisando o que é melhor para equipe. Sendo honesto, não sabemos se Mick ficará ou não”, disse o chefão ao portal austríaco Laola1.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube: GP | GP2
▶️ Conheça o canal do GRANDE PRÊMIO na Twitch clicando aqui!

Certo, porém, é que Kevin Magnussen tem contrato para o próximo ano. E Steiner admite que não tem pressa para tomar a decisão de quem será o companheiro do dinamarquês em 2023. “Ele fez corridas muito boas, mas falta consistência. Mick ainda tem oportunidades de mostrar o que pode fazer.”

Por fim, admitiu que colocar pressão em Schumacher por bons desempenhos nas seis provas finais da temporada seria um ‘tiro no pé’. “Não podemos fazer isso, é isso que outras equipes querem. É o tipo de vantagem que não queremos dar a elas”, completou Steiner.

Além da Haas, AlphaTauri, Alfa Romeo, Alpine e Williams, que anunciou a saída de Latifi nesta sexta-feira (23), são as outras equipes com vagas disponíveis e que podem demonstrar interesse em assinar com Mick Schumacher para 2023.

O post Haas deixa futuro em aberto e diz que “falta consistência” para Schumacher apareceu primeiro em Grande Prêmio.