"Barbatana" e "T-Wing" banidas em 2018, Halo abandonado

Decorreu hoje (25 de abril) uma reunião do Grupo Estratégico e da Comissão da F1 em Paris, com todos os membros presentes, incluindo o presidente da FIA Jean Todt e, pela primeira vez, Chase Carey, CEO do Formula One Group.

Na reunião foi acordado a introdução de algumas correções e aditamentos à regulamentação técnica e desportiva para 2018, que terão de ser aprovadas pelo Conselho Mundial do Desporto Motorizado:

  • Foram estudadas várias soluções mais integradas para proteção frontal adicional e foi tomada a decisão de dar prioridade aos sistemas de "escudo" transparentes. A FIA pretende realizar testes de pista deste sistema durante esta temporada, em preparação para a implementação em 2018
  • Alterações nos regulamentos de modo a impedir que os novos projetos incorporem a 't-wing' e 'barbatana de tubarão'
  • Tomar medidas para garantir que o óleo não seja utilizado como combustível. Além disso, apenas uma especificação de óleo pode ser usada para qualquer unidade de potência durante um evento
  • Pirelli poderá desenvolver os novos compostos de piso molhado para 2018 usando carros e de dimensões de pneus com especifações anteriores
  • No caso de uma bandeira vermelha em corrida, a corrida será retomada com partida parada
[relacionadas]

As equipas foram também avisadas que, a partir de Barcelona (12-14 de Maio de 2017) em diante, os regulamentos desportivos serão rigorosamente aplicados para garantir que a visibilidade dos nomes e números dos condutores seja mais clara.